PUBLICIDADE

X

CULTURA

Quarta-feira, 01 de Junho de 2022, 19h:33

Olho 2501 acessos A | A

CONDENADO

Gusttavo Lima é condenado a pagar R$ 50 mil a mulher por citar número de celular em música

A dona da linha telefônica reclamou que os fãs do artista ligavam o tempo todo para ela; sertanejo vai recorrer da decisão

Por: R7

FAMOSOS E TV | Do R7

Clique para ampliar

Gusttavo Lima é condenado a pagar R$ 50 mil a mulher por citar número de celular em música

Gusttavo Lima foi condenado pelo Tribunal de Justiça de São Paulo a pagar uma indenização de R$ 50 mil a uma arquiteta de São Paulo por citar o número de telefone dela na canção Bloqueado. A dona da linha telefônica reclamou que os fãs do artista estariam ligando e mandando mensagens o tempo todo. Ela pedia uma compensação de R$ 105 mil.

Segundo as informações obtidas pelo colunista Rogério Gentile, a juíza Tamara Hochgreb Matos decidiu que, ainda que não haja indícios de que o artista — conhecido como Embaixador — tenha tido a intenção de prejudicar a proprietária, "ele não teve a mínima cautela ao mencionar no refrão de sua música um número de telefone existente, de titularidade de pessoa desconhecida".

A magistrada ressaltou ainda o fato de o sertanejo ter incentivado os fãs a mandarem mensagens para o número. "Aquele que por ato ilícito causar dano a outra pessoa, fica obrigado a repará-lo", afirmou ela.

Entretanto, Tamara não concordou com o pedido para que a música deixasse de mencionar o tal número. Isso porque, segundo ela, a música já foi disponibilizada para milhões de fãs, logo não causaria mais prejuízos ou danos.

O que diz Gusttavo Lima?
Procurada pela reportagem do R7, a assessoria de imprensa do cantor disse que o advogado dele, Cláudio Bessas, tomou conhecimento da sentença e vai recorrer.

Leia a nota na íntegra:

A assessoria jurídica do cantor Gusttavo Lima, por meio de seu advogado Cláudio Bessas, informa que tomou conhecimento da sentença proferia nos autos em questão e que irá submeter o caso para apreciação pelo Tribunal de Justiça de SP por meio de recurso próprio.