PUBLICIDADE

X

CULTURA

Sábado, 06 de Fevereiro de 2021, 10h:04

Olho 1189 acessos A | A

LEI ALDIR BLANC

Lei Aldir Blanc aprova projetos de preservação e divulgação do acervo histórico-literário do professor Natalino Ferreira Mendes

Por: Redação

Reprodução

Clique para ampliar

Natalino Ferreira Mendes é cacerense e escreve a cidade em prosa e em verso, além de possuir uma folha de serviço prestado à educação, ao poder público e à comunidade.

A Lei Aldir Blanc/2020, de emergência cultural, por intermédio da Secretaria de Cultura, Esporte e Lazer/SECEL-MT aprovou dois projetos que objetivam preservar e divulgar a produção histórica e literária do professor Natalino Ferreira Mendes. 

O projeto “Letras cacerenses” (Edital nº 05/2020/SECEL/MT – Conexão MT Nascentes) prevê a edição de uma Coletânea de textos que reúne três gerações de escritores, formando os diferentes olhares sobre a cidade de Cáceres, das primeiras décadas do século XX até o contemporâneo. As ações que darão origem à obra, que tem a co-autoria de Olga Maria Castrillon-Mendes, estão baseadas em eventos de natureza presencial e/ou online e envolvem o lançamento com sessões de palestras e debates capitaneadas pela professora Maria Elisabete Nascimento de Oliveira, representante do CEFAPRO/Cáceres.  

A equipe envolvida na sua execução está assim composta: Olga Maria Castrillon-Mendes (proponente – IHGC/AML), Maria do Socorro de Sousa Araújo (ProfHistória/UNEMAT), Maristela Cury Sarian (ProfLetras-UNEMAT), Neuza Benedita da Silva Zattar (IHGC), Walnice Aparecida Vilalva (PPGEL-UNEMAT), Maria Elisabete Nascimento de Oliveira (CEFAPRO).

O projeto “Natalino Ferreira Mendes: um mestre da cultura mato-grossense” (Edital nº 04/2020/SECEL/MT – Conexão Mestres da Cultura ‘Marília Beatriz de Figueiredo Leite’), está voltado para a seleção dos inéditos, a pesquisa e o registro histórico da vida e obra do escritor, em diferentes plataformas midiáticas. Para isso serão criados um Documentário e um Site que, juntos contarão a história do professor Natalino, cuja trajetória pessoal e profissional, leva a marca de “mestre”. Além dos suportes de divulgação, toda a sua obra publicada e já esgotada será digitalizada e colocada à disposição do público leitor através do Site, além da edição de uma obra inédita, em dois volumes. Esse procedimento visa, a médio prazo, impulsionar as atividades que preparam os eventos de comemoração do Centenário de seu nascimento, em 2024.  

 

O Mestre homenageado

 

Natalino Ferreira Mendes é cacerense e escreve a cidade em prosa e em verso, além de possuir uma folha de serviço prestado à educação, ao poder público e à comunidade. O conjunto de sua obra constrói um panorama histórico e sócio-cultural de significativo valor documental e memorialístico, colocando Cáceres no macrossistema de representação nacional e internacional. Participam deste projeto, escritores, professores e representantes institucionais: Eduardo Mahon (Escritor e PPGEL/UNEMAT), Edson Flávio Santos (PMC/Núcleo Wlademir Dias-Pino/PPGEL/UNEMAT), Linnet Mendes Dantas (FAPAN/UNEMAT/IHGC), Paulo S. Fanaia Teixeira (IHGC), Maria do Socorro S. Araújo (ProfHistória/UNEMAT/IHGC), Neuza Zattar (IHGC), Maria Elisabete N. de Oliveira (CEFAPRO), Jocineide C. M. de Sousa (UNEMAT/CEFAPRO), Acybe de Souza Coutinho (Escola “Natalino Ferreira Mendes”) e Maria do Carmo Silva (Escola Municipal/PNE).

Os projetos serão executados em 120 dias a contar do mês de janeiro de 2021. Para que alcancem os objetivos desejados, espera-se adesão da comunidade no processo de divulgação e de participação nos eventos programados.