PUBLICIDADE

X

EDUCAÇÃO

Sexta-feira, 07 de Fevereiro de 2020, 09h:13

Olho 2370 acessos A | A

EM ASSEMBLEIA

Alunos da Escola União e Força não serão mais remanejados

Por: Redação

Assessoria

Clique para ampliar

Na assembleia com pais, professores, alunos e representantes da Secretaria Estadual de Educação, foi comunicado à comunidade Acadêmica que não haveria mais nenhum remanejamento dos alunos ou séries iniciais para outras escolas.

Em Assembleia realizada na tarde de ontem, 06, na Escola Estadual União e Força, em Cáceres (234 km de Cuiabá) com pais, professores, alunos e representantes da Secretaria Estadual de Educação, foi comunicado à comunidade Acadêmica que não haveria mais nenhum remanejamento dos alunos ou séries iniciais para outras escolas. O remanejamento se daria para acomodar, na Escola União e Força, alunos que viriam da Escola Onze de Março, parcialmente interditada.

O vereador Cézare Pastorello esteve presente na assembleia e diz como foi: “Vim à assembleia como pai do Luigi, que é aluno aqui, e por ter sido demandado por vários outros pais e mães. A insegurança sobre o que seria feito com a escola era muito grande. Sabemos que remanejamentos, mesmo temporários, tendem a ser permanentes, o que causaria prejuízo para esta unidade, que já formou milhares de alunos da primeira série ao ensino médio. Então, viemos fortalecer o movimento dos pais contra o remanejamento.”

A Assessoria Pedagógica e representantes da Seduc acataram as demandas dos pais nas escolas envolvidas e garantiram que a reforma da Escola Estadual Onze de Março iniciará ainda neste mês, a partir do dia 15, com previsão de término antes o início das aulas deste ano letivo.

Pais e professores presentes aproveitaram a presença do vereador para fazer outros pedidos, como a mudança da mão da Rua General Osório para reduzir o fluxo de carros na Rua da Manga, que passa em frente à escola, e a liberação da confecção de uma faixa de pedestre elevada na saída da unidade.

Os pais também cobraram maior fiscalização de trânsito nos horários de saída de alunos, principalmente porque por ali tanto passam os pais que buscam os alunos na Escola Estadual União e Força como os que buscam seus filhos no Colégio Imaculada Conceição.