PUBLICIDADE

X

EDUCAÇÃO

Quarta-feira, 22 de Janeiro de 2020, 10h:05

Olho 1469 acessos A | A

SALÁRIOS ATRASADOS

Servidores terceirizados da segurança voltam cruzar os braços na Unemat

Por: Joner Campos I Cáceres Notícias

joner.campos@caceresnoticias.com.br

Reprodução

Clique para ampliar

Os vigilantes são da empresa Transamérica, que só em Cáceres tem cerca de 48 servidores, já no estado são cerca de 120 em diversos campus da Universidade do Estado de Mato Grosso.

A Universidade do Estado de Mato Grosso (UNEMAT), está sem o serviço de segurança, desde a manhã desta quarta-feira (22), devido à greve dos funcionários terceirizados. O motivo, segundo os servidores, é devido ao atraso de salário do referente ao mês de novembro, dezembro, 13º salários e vale alimentação.

Ainda no dia 11 de dezembro os servidores da limpeza haviam paralisados os serviços e na época a empresa Cosmotron Construtora, Saneamento e Tecnologia Ltda explicou por meio de nota que durante toda a execução do contrato vigente, a Cosmotron convive com atrasos na CONTRAPRESTAÇÃO dos serviços, o que provoca dificuldades na manutenção dos salários dos funcionários em dia.

Agora são os trabalhadores da segurança que cruzam os braços pelo mesmo motivo. Os vigilantes são da empresa Transamérica, que só em Cáceres tem cerca de 48 servidores, já no estado são cerca de 120 em diversos campus da Universidade do Estado de Mato Grosso.

Conversamos com o representante da empresa Transamérica José Carlos Miranda, que afirmou que os servidores da segurança estão de braços cruzados em todos os campis da Universidade do Estado de Mato Grosso no estado.

“Ontem recebemos o mês de outubro, estávamos com 3 meses atrasados e mais o 13º salário, só retornaremos aos trabalhos se eles nos pagarem pelo menos mais uma folha e o 13º salário, se não continuaremos de braços cruzados”, alertou o representante da categoria. 

 

Outro Lado

 

Em contato com a Reitoria da Universidade Estado de Mato Grosso (UNEMAT) informou que o governo estadual deve repasses e a universidade deve o pagamento de duas faturas com as terceirizadas (segurança e limpeza), e que em virtude disso as empresas estão em atraso. A SEFAZ-MT já providenciou o repasse, depois de uma semana de negociações e ainda hoje a fatura vencida do mês de novembro de todas as terceirizadas serão pagas. De acordo com a Reitoria os esforços estão sendo feito para que possam quitar as faturas em aberto com a empresa e em consequência os servidores terceirizados possam receber.


Leia mais sobre este assunto