PUBLICIDADE

X

MATO GROSSO

Quinta-feira, 09 de Setembro de 2021, 09h:21

Olho 10390 acessos A | A

TERCEIRO DIA

Sobem para 7 trechos com bloqueios em rodovias federais em MT nesta quinta-feira (8)

Os bloqueios são feitos por manifestantes pró Bolsonaro e por pessoas contrárias ao aumento do preço dos combustíveis.

Por: G1-MT

Reprodução

Clique para ampliar

Os bloqueios são feitos por manifestantes pró Bolsonaro e por pessoas contrárias ao aumento do preço dos combustíveis.

Sete pontos de bloqueio nas BR-163/364 e BR-070 são registrados em Mato Grosso e no início da manhã desta quinta-feira (9). De acordo com concessionária Rota do Oeste, que administra a rodovia, os atos ocorrem em Várzea Grande, Cuiabá, Nova Mutum, Lucas do Rio Verde, Sorriso e Sinop.

Os bloqueios são feitos por manifestantes pró Bolsonaro e por pessoas contrárias ao aumento do preço dos combustíveis. Eles pedem a retirada dos ministros da Supremo Tribunal Federal (STF) e o voto impresso.

Nessa quarta-feira (8), tiveram atos em oito municípios, em continuação às manifestações de 7 de setembro.

O manifestantes estão nos seguintes pontos:
 

Cuiabá: BR-364, km 396, bloqueado para carretas com cargas não perecíveis.
Várzea Grande: BR-070, km 517, bloqueado para carretas com cargas não perecíveis.
Nova Mutum: BR-163, km 593, bloqueado para carretas com cargas não perecíveis
Nova Mutum: BR-163, km 601, bloqueado para carretas com cargas não perecíveis.
Lucas do Rio Verde: BR163, km 687, bloqueado para carretas com cargas não perecíveis.
Sorriso: BR-163, km 745 - bloqueado para carretas com cargas não perecíveis.
Sinop: BR163, km 821, bloqueado para carretas com cargas não perecíveis.
 

(CLIQUE AQUI) e faça parte no nosso grupo do WhatsApp e receba as últimas do .

(CLIQUE AQUI) e faça parte no nosso grupo do Facebook e receba as últimas do .

7 de setembro
 
Cuiabá e pelo menos outras 14 cidades de Mato Grosso registraram manifestações nesse feriado. Foram registrados atos contra e a favor o governo do presidente Jair Bolsonaro (sem partido).

Os atos desta terça-feira (7) foram convocados por Jair Bolsonaro e acontecem em meio a embates do presidente com o Supremo Tribunal Federal (STF), e em um contexto de uma acentuada crise econômica e também de queda na popularidade e nas avaliações sobre a atual administração.

As manifestações convocadas são pautadas por ameaças antidemocráticas a ministros do Supremo e ao Congresso.

Os manifestantes protestaram na BR-364 e BR-163, em Rondonópolis; Lucas do Rio Verde; Sorriso; Sinop; Guarantã do Norte; Matupá; Pontes e Lacerda e Nova Mutum.

Em Aripuanã e São José dos Quatro Marcos também tiveram manifestações na região urbana, favoráveis à gestão Bolsonaro.

E, em alguns desses pontos das rodovias, os atos não seguiram até a tarde. Já foram encerradas as manifestações em Matupá, Guarantã do Norte e Pontes e Lacerda.

Já em Nova Mutum, no km 598 da BR-163, o trânsito foi interditado totalmente à tarde.

Também houve atos contra o atual governo, em Várzea Grande, região metropolitana de Cuiabá, Rondonópolis e Tangará da Serra, o chamado Grito dos Excluídos, mobilizado por movimentos sociais.