PUBLICIDADE

X

POLÍCIA

Sexta-feira, 03 de Dezembro de 2021, 18h:05

Olho 1275 acessos A | A

AMAROK FOI LEVADA PARA BOLÍVIA

Adolescente de 15 anos que sequestrou ex-prefeito e esposa é apreendido em Pontes e Lacerda

O adolescente confessou participação no crime e afirmou que Amarok da Assembleia Legislativa de Mato Grosso foi levada para a Bolívia

Por: João Aguiar I Repórter MT

Reprodução

Clique para ampliar

O adolescente confessou participação no crime e afirmou que Amarok da Assembleia Legislativa de Mato Grosso foi levada para a Bolívia.

Um adolescente de 15 anos, não identificado, foi apreendido nessa quinta-feira (2), acusado de ter sequestrado o ex-prefeito de Pontes e Lacerda (448 km de Cuiabá), Hilário Garbim, e sua esposa. Ele foi encontrado pelos policiais horas após o crime.

De acordo com o boletim de ocorrência, o adolescente foi encontrado porque, segundo o ex-prefeito e a esposa, pouco antes de serem libertos, um dos criminosos chamou o comparsa pelo nome.

Com base nessa informação, os policiais fizeram buscas pela cidade e encontraram o rapaz em frente ao posto de saúde do bairro Jardim Glória.

Ao perceber a movimentação das equipes policiais, o adolescente tentou correr, mas acabou detido pelos agentes. Ele confessou que participou do crime e afirmou que invadiu a casa do ex-prefeito com um revólver calibre 32.

 

O rapaz contou não conhecia o outro bandido, mas revelou que o comparsa estava com uma pistola calibre 765, de cor prata.

O adolescente também detalhou o sequestro. Afirmou que amarrou Hilário Garbim e a esposa, e os colocou dentro da caminhonete. Então, seguiram até o terminal turístico da cidade. Lá, as vítimas ficaram sob sua supervisão, até que os comparsas fugiram com a caminhonete.

Segundo o adolescente, a Amarok, que é de propriedade da Assembleia Legislativa de Mato Grosso, foi levada para a Bolívia.

Após a apreensão do menor, os policiais foram até a casa do adolescente e encontraram as armas utilizadas no crime escondidas no telhado. Depois, ele foi encaminhado para a delegacia para as devidas providências.

Ainda não há informações do paradeiro dos outros criminosos.

O caso segue sendo investigado pela Polícia Civil.