PUBLICIDADE

X

POLÍCIA

Sexta-feira, 20 de Maio de 2022, 14h:13

Olho 7107 acessos A | A

MORTE DO SOLDADO

Polícia prende membro de facção em Cuiabá, ele é o mandante da morte do soldado do exército em Cáceres

Por: Joner Campos I Cáceres Notícias

joner.campos@caceresnoticias.com.br

Joner Campos I Cáceres Noticias

Clique para ampliar

Thiago de Brito de Almeida, natural da cidade de Tangará da Serra foi morto por disparos de arma de fogo feitas por cinco ocupantes de um veículo Corsa de cor preta.

Líder do comando vermelho de Cáceres e na região oeste foi preso ontem pela PM em Cuiabá, por uso de documento falso, na ação foi cumprido o mandado de prisão expedido a pedido da Delegacia de Polícia Judiciária Civil de Cáceres pelo homicídio de Thiago de Brito de Almeida, soldado do exército assassinado por engano em janeiro, no bairro Cohab Nova em Cáceres.

Norivaldo Cebalho Teixeira, conhecido pelos apelidos de Tuta ou Mercúrio foi que segundo a Polícia Civil ordenou o assassinato de um membro da facção rival, que segundo as informações de testemunhas indicavam que o rival frequentava a praça do referido bairro, e quase sempre, usando uma camiseta do Flamengo, todavia o soldado do exército também estava no local vestindo uma camiseta igual ao do rival dos faccionados, na confusão o jovem foi morto de forma enganada.

De acordo com o Delegado de Polícia, Marlon Nogueira, outros envolvidos na ação já se encontram presos entre eles Jailson Buck Rodrigues, conhecido pela alcunha de “Cuzinho ou Cangaceiro”, Kassio Gomes De Oliveira, Adrian da Silva Cuiabano “Zé Pequeno” e José Luis da Silva “Pateta”.

Os indivíduos presos possuem extensa ficha criminal e são investigados por vários outros homicídios ocorridos na região.

 

Relembre o caso

Um soldado do Exército, de 19 anos, foi morto com disparos de arma de fogo na noite do sábado (22). De acordo com a Polícia Civil, o crime aconteceu na praça do bairro Cohab Nova em Cáceres.

Thiago de Brito de Almeida, natural da cidade de Tangará da Serra foi morto por disparos de arma de fogo feitas por cinco ocupantes de um veículo Corsa de cor preta, a vítima acabou caindo na Rua dos Coelho aos fundos da praça.

De acordo com testemunhas o jovem saia da praça quando o veículo se aproximou e efetuou os disparos contra ele, o jovem foi alvejado por vários tiros, no local foram encontradas cápsulas de arma calibre 9mm.

Os bombeiros foram acionados, todavia o jovem já estava sem vida.

A Perícia Técnica esteve no local acompanhando as coletas das primeiras informações e provas.

Assim como a Polícia Judiciária Civil esteve no local, e a divisão de homicídios começou as investigações.

O Instituto Médico Legal (IML) fez a retirada do corpo do local.

As investigações começaram de acordo com a Polícia Judiciária Civil.