PUBLICIDADE

X

POLITICA

Segunda-feira, 03 de Maio de 2021, 09h:09

Olho 257 acessos A | A

ATRAÇÃO DE INVESTIMENTOS

Deputados articulam para que MT tenha censo demográfico próprio

Por: Assessoria

Reprodução

Clique para ampliar

Deputados articulam para que MT tenha censo demográfico próprio

Os deputados estaduais Janaina Riva (MDB) e Carlos Avalone (PSDB) estão articulando a possibilidade de Mato Grosso realizar, ainda neste ano, um censo demográfico.
A iniciativa foi pensada, uma vez que, na última semana, o Ministério da Economia divulgou não haver previsão orçamentária para que o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) realize a pesquisa em 2021.
Os dados populacionais do Censo são utilizados, por exemplo, para os repasses do Fundo de Participação dos Municípios (FPM) e para uma série de outras transferências da União para estados e municípios. A última contagem da população foi realizada no Censo Demográfico de 2010.
Em Mato Grosso, a ideia passa por uma parceria com a Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado (Fecomércio) e uma universidade pública, seja ela estadual ou federal.
“Fomos procurados pela Fecomércio, conversamos sobre a possibilidade de Mato Grosso sair na frente e fazer o seu próprio Censo para que tenhamos noção da nossa população, da nossa economia, do nosso PIB [Produto Interno Bruto] e do desenvolvimento”, pontuou a deputada Janaina Riva.
“A realização da pesquisa é importantíssima, inclusive, do ponto de vista de investimentos, atrativos de empresas e geração de renda e emprego. Principalmente para um Estado que cresce na velocidade de Mato Grosso. Em 10 anos, temos praticamente um novo Estado, muito diferente daqueles que já têm consolidada a sua população, sua economia e que crescem de forma mais desacelerada. Nossa realidade é completamente diferente”, emendou.
Segundo a deputada, a principal preocupação é que hoje Mato Grosso não tem dados de sua real situação populacional.
Conforme a deputada, a proposta de realização do levantamento será levada ao presidente da Assembleia, Max Russi (PSB) e ao governador Mauro Mendes (DEM).
“Vamos apresentar uma proposta - que já nos adiantaram é praticamente metade do valor cobrado pelo IBGE. E vamos elencar a necessidade de Mato Grosso ter um censo atualizado e o quanto isso é importante para economia do Estado”, concluiu a parlamentar.